segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Quase sketch

Igualdade
Leio no Blog "Igualdade na Diferença" que Eurídice já regressou às margens do Mondego. Vimo-nos esporadicamente duas vezes: uma, na conferência sobre a mestiçagem e, outra, num supermercado. Não falámos do género, da política e da Calheta de São Miguel. Tão pouco de Baraka Obama que, pelas compras no carrinho do supermercado, parecia ser motivo de uma comemoração dessa tarde novembrina...
Poema húngaro
No sábado passado, três amigas foram jantar lá em casa. O prato base era Calulu de Peixe, coqueluche da culinária santomense. Luar a escoar pelo quintal, a brisa vagarosa e o vinho encorpado. Falavamos das nossas viagens. E das nossas miragens. Dos poemas que li, o de um desconhecido autor húngaro me deixou pensativo. Poeisis...
Alto Cutelo
No domingo, o almoço foi em Alto Cutelo, Rui Vaz, a convite de David Hopffer Almada. A cachupada do Alto Cutelo, em brando fogo de lenha e vigiada pela dona da casa, superou tudo. O resto eram duas dezenas de convivas e uma neblina de montanha. Santiago, meu tudo, a perder-se de vista...
Sampa
Brevemente, participarei na Semana Cabo-verdiana em São Paulo, coordenada por Simone Caputo Gomes. Além de rever São Paulo, onde tenho gratíssimos "recuerdos" , queria declamar os meus poemas no Museu da Língua Portuguesa. Antes que me esqueça: vou falar sobre a literatura não-claridosa de Cabo Verde. Em certas igrejas (aliás em nenhuma, diga-se de passagem), não me ajoelho, nem rezo. Tão pouco faço coro...

2 comentários:

Estrangeira disse...

ótimo blog!
abç

Miriam

Ricardo Riso disse...

Bom dia, Filinto Elísio! Ótima proposta para sua fala. Aguardarei-a com intensa expectativa.
Torço para que traga seus livros para comprarmos.
Abraços,
Ricardo Riso