quarta-feira, 28 de janeiro de 2009



O Supremo Tribunal de Justiça indeferiu o pedido de ‘habeas corpus’ apresentado por José Varela Barbosa, através do seu advogado Eurico Monteiro. Este solicitara que se desse cumprimento à ordem de soltura emitida pelo juiz conselheiro Raul Querido Varela e ainda não executada pelo Procurador Geral da República. A carochinha, com laivos de cambalacho, de que o processo havia passado do prazo afinal não colou. O assassino da Holanda continuará na choça para a higiene da nossa sociedade. Quanto ao juiz conselheiro Raul Querido Varela consta que há gente que o quer por mais tempo no STJ. Mudando...hoje, ressuscitou-nos cá o Pranchinha, destemido e sem papas na língua, gritou em plena plenária legislativa: "Abaixo a Putaria!"....Esse Pranchinha vale ouro.

1 comentário:

Ricardo Riso disse...

Oi, Filinto! Tudo bem?
Fiz uma resenha do seu livro Das frutas serenadas. Está lá no meu blog.
Um grande abraço,
Ricardo Riso