domingo, 18 de janeiro de 2009

freedom, o sofrimento injusto da Palestina e o nossos fascistazinhos



1.
Enquanto George W. Bush parte para a solidão do seu rancho no Texas, verdadeiro "Sequestrado de Altona" é o que me parece, Barack Obama promete olhar em frente e garantir ao mundo "a new birth of freedom". Esta mudança, que se quer além de simbólica, poderá ser a inversão da ideologia e das ideias egoístas, dos preconceitos e da discriminação, do neoliberalismo selvático e globalitário. Do neoconservadorismo criminoso à escala mundial. Um novo mundo é possível. Estamos aqui, atentos, com eyes of beholders...
2.
Boaventura Sousa Santos escreveu: Está a ocorrer na Palestina o mais recente e brutal massacre do povo palestiniano cometido pelas forças ocupantes de Israel com a cumplicidade do Ocidente, uma cumplicidade feita de silêncio, hipocrisia e manipulação grotesca da informação, que trivializa o horror e o sofrimento injusto e transforma ocupantes em ocupados, agressores em vítimas, provocação ofensiva em legítima defesa.
3.
Em Cabo Verde, as coisas estão mais hilariantes que nunca. Os homens da inJustiça, tanto da motherboard como dos periféricos, passando pelos advogadinhos da desOrdem, deixaram cair a máscara e ficou-nos a face inDigna e desAgradável da cretinice. Ponham-nos todos cá fora, ponham-nos todos em liberdade, com ou sem habeas corpus, jurisprudência, doutrina, essas merdas que, de repente, nos dão a impressão que tudo não passa de uma maquiavélica brincadeira.
4.
A proposta de revisão constitucional dos gajos admite base militar estrangeira? Não acredito. Se calhar, está-se a pensar numa alternativa a Guantanamo. O pessoal é cá de uma inteligência! Depois dizem que os nossos fascistazinhos não são capazes de rasgos interessantes! Depois dizem que não temos ainda palhaços PDM! Agora a sério: a imbecilidade tem limites, companheiros...


1 comentário:

João Branco disse...

Filinto, quando li essa - das bases militares em CV - nem quis acreditar. Vou escrever sobre isso no CM. Abraço!