terça-feira, 13 de abril de 2010

Quem te tatuaria?

Quem,
          me_xendo no baú
          de tua tatuagem
desenhou-te
          (em lápis de cor
                 ou, sei lá, tinta da China)
negro dragão
          tão alva lua
                 e graciosa borboleta?

Quem,
          vasculhando-ú
          de tanta miragem
navegando-te
          (em teu corpo-delito)
pecou maçã
          tâmara
                e manga-rosa?

Sabê-lo ser alguém
de ditoso e de distante
(que é do vaga-lume sem sua noite?);

Sabê-lo,
por teus cantos, demorado
(como pão quente, chá de manjerico e milho novo);

Sabê-lo,
silente de guardado,
ou tão-somente silenciado
(tresandando sândalo e seu pecado)...

Ah, sem tanto alarde,
          desoficinar poesia
(e sabê-lo Deus, todavia);

Ah, mesmo que tarde,
seres lacre que sela
          carta já fechada à língua;

Seres, ainda que cifra,
toda a mensagem de olhos
          tua nuvem virando viagem...

Ou luar,
que comigo assim mexe,
agora que nua te pressinto

          re_mexendo...

2 comentários:

雅琳雅琳 disse...

how do u do?xvideo打飛機專用網洪爺免費洪爺色情片洪爺貼圖區洪爺成人線上洪爺影城洪爺色論壇洪爺貼圖洪爺成年人網洪爺免費色情洪爺色情貼援交妹辣妹野球拳情色文學情趣聊天室性感辣妹裸體遊戲做愛偷拍一夜情視訊洪爺色情貼洪爺免費色情洪爺成年人網洪爺貼圖洪爺色論壇洪爺影城洪爺成人線上洪爺貼圖區洪爺色情片洪爺免費洪爺色情貼洪爺免費色情洪爺成年人網洪爺貼圖洪爺色論壇洪爺影城洪爺成人線上洪爺貼圖區洪爺色情片洪爺免費洪爺免費洪爺色情片洪爺貼圖區洪爺影城洪爺色論壇洪爺貼圖洪爺成年人網洪爺免費色情洪爺色情貼洪爺成人線上

Mauro Henrique Santos disse...

Filinto,

Assisti ontem a sua palestra na USP. E fiquei bastante impressionado com a sua conciência sobre o fazer poético e a sua desacralização dos suportes canônicos da poesia e a sua propostas de novos suportes, não como novos paradigmas eternos para todo o sempre, mas como uma propósta de nos servimos de outras possibilidades e até também como uma proposta ecológica... Até escrevi sua declaração sobre a consideração, a lá, Paul Zumthor, "O grande propósito da minha poética é colocar a poesia no corpo, fazê-la corpo..."

Abraço, e obrigado pelo grande momento de deleite...

Mauro Henrique.

Ps: Deveria ter perguntado ontem, mas enfim, queria saber quais são seus poetas favoritos brasileiros. Você citou alguns contemporâneos, os quais não conhecia, mas enfim, queria saber quais os seus favoritos.