sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Racismo não

Segui, com horror e indignação, a linguagem racista do deputado da Assembleia Nacional, António Pascoal dos Santos. Aguardo, como qualquer cidadão nacional, que o ilustre deputado, eleito e sustentado com a nossa cidadania, faça retratação pública pela verborreia e que o Partido, que o tem em bancada, se demarque de tamanha ignomínia. Enquanto isso não acontece, é preciso que os nossos deputados não se arvorem em deuses de esquina, nem extravasem tamanha ignorância. A sociedade precisa ensinar aos políticos de que a Política não pode tudo. Não pode transbordar as margens da ética definidas pela sociedade e pela cidadania. Há sentimentos e intenções que não têm espaço num Estado de Direito Democrático. Pascoal não…

3 comentários:

Alex disse...

Mano
Calculo que não tenhas querido poluir o Blog com as afirmações do dito deputado. Mas para nós diasporizados a coisa torna-se dificil de seguir sem o quadro completo. Já agora, e se quiseres, podes mandar o que o homem disse em circuito fechado para o meu endereço habitual. Assim já poderei avaliar melhor a tua indignação. A foto está perfeita (fico sem saber se é da Páscoa à Espanhola, se uma manif ou meeting da KKK.
Aquele abraço.
Ctigo, sempre.
ZCunha

Cesar Schofield Cardoso disse...

Filinto,

Também partilho do que disse o ZCunha: põe aqui, a público, as infámias do dito deputado. O grande problema com os nossos políticos é que têm a ideia que podem tudo e que são impunes. Precisamos denunciar a berros a estupidez que por aí circula.

Fiquei super curioso para saber qual foi a do Pascoal desta vez

César Schofield Cardoso

Carlos Alberto disse...

Eu estava presente na sala. Não é a primeira vez que o Sr.Dr. Pascoal Deputado tem esta atitude. Reagi contra tal barbaridade. Agora, o Filinto que conheço não faria outros senão estes comentários, e bem feito, com ética mas firme. Chega. Te cumprimento Albatroz. Kb